´

TEX MB em entrevista ao Idealista News

Texto de Leonor Santos, Idealista News

macramé é uma arte milenar que permite criar peças artesanais únicas. Virou tendência no mundo da decoração pelo seu caráter versátil, podendo ser usado de diversas formas e combinado com todos os estilos decorativos, do mais clássico ou vintage até ao mais moderno e minimalista. Permite trazer a beleza da natureza para os interiores, criar espaços aconchegantes, e dar um toque original aos ambientes, enriquecendo cada lugar. Marta Barros, artesã especializada nesta técnica e fundadora da TEX MB, explica em entrevista ao idealista/news de que forma se pode integrar o macramé numa casa.

Depois de vários anos a trabalhar como produtora de televisão, um “feliz acaso” levou Marta Barros para mundo das artes. Acredita na “qualidade conseguida através do trabalho manual e na beleza que resulta da imperfeição”, mas também na “importância de estarmos rodeados de coisas bonitas” em casa. A artista considera que, bem integrado, o macramé é capaz de recriar uma “sensação de paz e acolhimento” tanto em apartamentoscasas citadinas ou até casas de campo.

Outra vantagem de decorar com macramé, diz, é que este combina com todo o tipo de decoração. “O seu tom neutro fica bem com todas as cores, não sendo, no futuro, um impedimento se a nossa vontade for fazer uma renovação na palete decorativa”, refere.

Todos os trabalhos que produz, e que são a cara da TEX MB – marca portuguesa de trabalhos artesanais para decoração de interiores -, são trabalhos feitos totalmente à mão, exclusivos e originais, fruto da sua criatividade e outros ainda fruto dos desafios que os clientes lhe confiam. Podem assumir várias formas, desde tapeçarias, esculturas, porta-vasos, candeeiros, instalações, entre outras, havendo sempre a preocupação de imprimir ao macramé modernidade, sentido de design e funcionalidade.

Desde o início da aventura pelo mundo das artes até aos desafios que enfrenta enquanto artesã, passando por várias dicas para transformar diversos tipos ambientes com macramé, Marta Barros explica, nesta entrevista escrita para o idealista/news, por que é que decorar a casa com arte pode contribuir para o nosso bem-estar físico e mental.

Trabalhou durante nove anos como produtora de televisão. Quando é que decidiu deixar esta profissão para abraçar a arte do macramé? Como e por que é que é que começou esta aventura?

Coincide com os meus 30 anos, em 2016, e também com alguma vontade de ver a vida para lá dos écrans. Na verdade não foi uma decisão, mas antes um feliz acaso. Eu não conhecia o macramé, foi uma amiga que me mostrou num jantar de amigas porque sabia que sempre me interessei por decoração. Quando vi, adorei e decidi ir fazer um workshop.

Como e quando surgiu a ideia de criar a TEX MB?

Quando fiz o workshop, tive muita facilidade em aprender os nós. Houve uma grande sintonia com as cordas e o tempo voava cada vez que fazia macramé. A TEX MB surgiu principalmente impulsionada pela minha mãe, que foi a primeira pessoa a acreditar que eu devia levar isto avante. E no dia chuvoso de 2 de novembro de 2016 lá fui eu às Finanças. Ainda bem que segui o seu conselho… Fui feliz na televisão, mas também sou muito feliz junto das minhas cordas e adoro ser capaz de criar algo com as minhas próprias mãos.

Sempre foi uma apaixonada pelo mundo das artes? Porquê?

Não sei se sempre fui apaixonada, na verdade não estudei Artes e não sou uma conhecedora. Até sou, por exemplo, incapaz de fazer um desenho – não tenho jeito nenhum. Mas a verdade é que sempre fui uma curiosa e, a partir da adolescência, houve um acentuar do meu interesse em visitar exposições e iniciativas de âmbito cultural. Fascinam-me as pessoas que nascem com talentos artísticos, e é sempre tão interessante conversar com elas.

Quanto ao porquê, não sei dizer… Dizem que os canhotos têm o hemisfério direito do cérebro (o das Artes) mais ativo ou desenvolvido do que os destros. Eu sou uma esquerdina orgulhosa, e talvez possa estar relacionado com isto, mas a verdade é que também conheço muita gente que é claramente mais voltada para as Ciências e adora Arte, por isso eu diria que esta teoria é mais uma curiosidade engraçada do que outra coisa. O que importa aqui ressalvar é que eu acredito que a Arte é essencial nas nossas vidas. No meu caso, tem o poder de me fazer viajar, pensar, inspirar, sonhar… e proporcionar-me momentos felizes.

Acredita na “qualidade conseguida através do trabalho manual e na beleza que resulta da imperfeição”. Quais os grandes desafios que enfrenta, enquanto artesã?

Todos, os de ser uma trabalhadora independente, com toda a liberdade e responsabilidade que isso implica. Temos, por exemplo, uma taxa de IVA demasiado alta em Portugal. E temos poucos apoios, também. Já temos alguns organismos com boas iniciativas, mas ainda inferior ao que é feito lá fora no âmbito das artes manuais.

Hoje em dia um artesão é também um gestor e, por isso, pode ter dias muito diferentes, o que é ótimo. A nível criativo, lembro-me por exemplo de uma peça que me foi encomendada durante a pandemia que eram uns painéis para colocar numa pérgola. Estávamos em confinamento e por isso eu não podia visitar a cliente para trocar ideias e, acima de tudo tirar medidas – confiei totalmente na informação que a cliente me tinha enviado. Fiz essa peça meio a medo, mas quando cheguei lá para a montagem, encaixou na perfeição. Fiquei tão contente, este foi um grande desafio…!

Decorar com artesanato voltou a ser tendência… de que forma se pode integrar o macramé numa casa?

Essa pergunta faz todo o sentido porque é frequente ouvirmos falar de macramé e associarmos automaticamente a casas de praia. Com efeito, a decoração com macramé é muito utilizada em ambientes de verão e casas de férias, mas o macramé é uma alternativa válida e acertada no que toca a todo o tipo de casas e decorações, mesmo as mais clássicas. O cliente que opta por incluir macramé na sua decoração procura, regra geral, uma decoração neutra e que transmita uma sensação de leveza ao ambiente. Mas a verdade é que, bem integrado, o macramé é capaz de recriar uma sensação de paz e acolhimento tanto em apartamentos, casas citadinas ou até casas de campo.

No caso de um apartamento, o simples facto de incluir um porta-vasos com uma planta possibilita que os amantes da natureza tenham um bocadinho desse elemento na sua casa, sendo também uma ótima alternativa para quem não gosta de ver vasos pelo chão.

decoração do quarto de dormir é outro exemplo em que esta arte encaixa perfeitamente. O stress do dia a dia e toda a agitação a que estamos sujeitos ao viver na cidade pedem que, na hora de dormir, tenhamos um ambiente o mais calmo e relaxado possível, que nos permita descansar e prepararmo-nos para o dia seguinte. Sabe bem chegar a casa e ser agraciado com a sensação de calma e conforto. Uma cabeceira de cama em macramé pode muito bem cumprir esse propósito.

Outra vantagem de decorar com macramé é que este combina com todo o tipo de decoração. O seu tom neutro fica bem com todas as cores, não sendo, no futuro, um impedimento se a nossa vontade for fazer uma renovação na palete decorativa. Convém, por outro lado, ter sempre em atenção que o macramé feito com corda de algodão não é o elemento decorativo mais indicado para ambientes húmidos, por exemplo. A alternativa será fazer uma peça com corda náutica, essa sim preparada inclusivamente para ambientes exteriores. No meu site tenho uma página que sugere alguns cuidados a ter com o macramé.

``Quando criei a TEX MB, sabia que a técnica principal seria sempre o macramé. Foi esta arte que me fez mudar de vida, e por isso estará sempre lá. Mas quando me perguntam o que faz a minha marca, eu respondo: trabalhos artesanais para decoração de interiores. Todas as peças que produzo são, assim, trabalhos feitos totalmente à mão, exclusivos e originais, fruto da minha criatividade - outros ainda fruto dos desafios que os meus clientes me confiam – que têm sempre o macramé presente de alguma forma. Essas peças podem assumir várias formas, nomeadamente de tapeçarias, esculturas, porta-vasos, candeeiros, instalações, entre outras, havendo sempre a minha consideração em manter viva esta arte milenar do macramé, trazê-la para a modernidade e adicionar-lhe design e funcionalidade.``
Marta Barros

Também cria peças feitas à medida… que tipo de peças são mais requisitadas? Para decorar que tipo de espaços?

As tapeçarias de grandes dimensões são as mais requisitadas quando se trata de peças encomendadas à medida. Costumo chamar-lhes ‘macramés de parede’, e regra geral são para decorar casas privadas – primeiras habitações ou de férias.

Trata-se de um trabalho totalmente feito à mão…. qual o tempo médio para produção de uma peça?

Varia muito. Há aquelas peças que estão disponíveis para entrega imediata na loja online do site e que já tenho muita prática em reproduzir. As que me tomam mais tempo são as que são encomendadas por medida. Implica primeiro o trabalho de criação (do padrão) e depois de experimentação. Às vezes o que eu queria fazer não resulta, então nesse caso tenho de encontrar outra solução que me agrade e isso pode levar tempo.

As peças maiores podem levar até um ou dois meses a estarem concluídas, sendo que nunca é um trabalho consecutivo de 8h diárias. Primeiro, porque seria muito severo a nível físico, mas também porque é preciso fazer intervalos para descansar as mãos. Às vezes surgem novas ideias – e até melhores – a meio da peça, é por isso que é importante estar presente e focado no momento da produção, respeitar a nossa condição e mood de trabalho para aquele dia. Atrás perguntava-me quais os desafios que enfrento enquanto artesã, uma falta de disposição para trabalhar, por exemplo, pode ser um grande desafio. Há dias em que os nós não me saem e não tenho vontade de fazer macramé. Felizmente, com o tempo, aprendi a resolver essa situação. Vou dar um passeio e as coisas melhoram.

O corrimão com 10 m em macramé que faz parte do cowork Heden é um desses trabalhos memoráveis?

É, sim. Esse foi outro grande desafio, para além de ser um trabalho que saiu completamente do formato habitual, foi também uma boa oportunidade para mostrar o potencial da arte do macramé. Agradeço ao Heden a confiança e liberdade criativa que me deram.

Também participa em projetos de design de interiores? De que tipo?

Participo não no sentido da conceção do projeto, mas antes com a presença das minhas peças. As decoradoras e designers de interiores com quem trabalho, regra geral, já têm uma ideia muito concreta do que querem ou gostavam e isso ajuda-me a corresponder às suas expectativas, ainda que aconteça com frequência ser-me pedida a minha opinião em termos de dimensões e estilo do trabalho em macramé.

Num mercado pautado por tanta oferta, como procura diferenciar-se?

Essa é uma questão pertinente, até porque algumas artesãs que me contactam perguntam-me se ainda há “espaço” para mais pessoas que querem fazer uma marca de macramé. Eu acredito que há espaço para toda a gente, mas acredito também que se uma pessoa se limitar a reproduzir o que já foi feito terá uma vida mais dificultada, para além de que pouco valor acrescenta ao que já existe. E até à sua pessoa e à marca que está a tentar criar. Com efeito, sendo o trabalho manual uma coisa tão única – cada pessoa tem a sua maneira de trabalhar, os seus acabamentos, materiais que gosta mais de explorar, etc – penso que é isso que se deve desenvolver.

Eu procuro diferenciar-me ao criar a minha identidade de marca, ou seja, procuro fazer peças semelhantes entre si, usar uma palete de cores e materiais reduzida, ter o meu estilo. E é muito gratificante quando o público começa a conseguir identificar a autoria das peças, quero dizer, saber que foi a TEX MB que fez.

E em que é que se inspira para criar?

Sou muito ligada ao mar e vou vê-lo com frequência na expectativa de que a minha capacidade criativa seja como as ondas, ou seja, esteja sempre a vir e seja infinita. Inspiro-me muito na natureza, na vida em geral e nas minhas viagens. Às vezes uma boa conversa pode despertar uma ideia fantástica para explorar. Outras vezes, uma imagem, uma frase de um livro, uma situação… há que ficar atento e recetivo às oportunidades que a vida nos traz. Momentos há também em que não há inspiração. Esses é que são difíceis!

Também dá workshops?

Já dei, mas atualmente não tenho muito tempo. Dou mais numa lógica empresarial ou de team building. Contudo, aproveito para partilhar um workshop gratuito que tenho no meu site para quem se quer iniciar no macramé. Bons trabalhos!

De que forma as redes sociais, nomeadamente o instagram, deram impulso ao negócio?

O instagram é uma óptima ferramenta de negócio que deve ser tida em conta, pois permite que o trabalho/mensagem sejam visualizados em todo o mundo, numa questão de segundos e gratuitamente. Isto é algo fantástico e que nos poupa muito investimento em publicidade. Em termos de seguidores, a TEX MB cresceu muito durante os tempos de confinamento, porque as pessoas estavam em casa, disponíveis e com tempo para consumir conteúdos, por isso os posts tinham imenso alcance. Tive muitas encomendas durante a pandemia, foi muito bom.

Mas é importante não descurar os outros canais de comunicação. Embora mais reduzido, tenho por exemplo um público muito fiel no Facebook e privilegio também quem assina a minha newsletter no site. Na verdade, essas são as pessoas que querem estar realmente próximas e por isso é muito gratificante cada vez que alguém coloca lá o seu email.

Por fim…como é que decorar a casa com arte pode contribuir para um maior equilíbrio entre o bem-estar físico e mental?

Eu gosto muito de me rodear de coisas bonitas. A decoração da minha casa tem muitos apontamentos que me fazem sentir até encantada quando olho para eles. Acredito que é uma coisa muito pessoal e do gosto de cada um, mas então deixo a sugestão de experimentarem e depois me escreverem a dizer se concordam ou não que a Arte nos faz bem. Todas as mensagens serão muito bem-vindas!

Marta Barros agradece o interesse do Idealista News no projeto TEX MB.

Link para a entrevista no Idealista News: https://www.idealista.pt/news/imobiliario/habitacao/2023/01/20/56362-decorar-com-macrame-a-arte-milenar-que-e-moda-e-enriquece-a-casa